domingo, abril 26, 2009

Baseado em fatos reais

$: Quando você vender 50 mil livros, você me chama, eu ilustro.
M.I.: Será que consigo?
$: Claro, quantos anos você tem?
M.I.: 28.


Silêncio.

$: Ainda bem que aumentaram a expectativa de vida.



Link esse texto // 3 Comentários

sexta-feira, abril 17, 2009

Feliz Páscoa

Henri queria muito ter a destreza de escrever sob um papel branco enquanto trafegava dentro de um ônibus de R$ 4,50. Trabalho-casa-trabalho. Mas havia pulado o jardim-de-infância e sua habilidade motora era precária. Enquanto seus colegas de veículo calculavam, somavam e dividiam, ele se entediava com as imagens que seu cérebro cismava em processar, mas que seu desequilíbrio manual o condenava a não findar. Os desenhos saíam tortos a cada freada, o lápis caía a cada parada, o vão entre os dedos suava conforme o tempo avançava e as pessoas se amontoavam.

Era um tempo morto sem fim. Aí ele ganhou um bônus de Páscoa e comprou um Nintendo DS.

Todos os passageiros foram rendidos semanas depois por cidadãos conscientes, revoltados com a greve dos trens. Na confusão, sem querer, alguém pisou em seu aparelho. Garantia? Havia expirado. Uruguaiana.



Link esse texto // 3 Comentários

domingo, abril 05, 2009

Doo roteiro: O S2 do cogumelo

CENA 01. FRENTE PRÉDIO - EXT/DIA
Tela preenchida pela cor preta. Off de Rogério e Jorge

JORGE
Lá em casa tem uma pílula de ecstasy.
ROGÉRIO
Você ainda não tomou por quê?
JORGE
Já deve estar mofada. Eu ganhei numa boate há uns três anos atrás. Tá doido de eu tomar ela toda, não pode.
ROGÉRIO
Por quê ?
JORGE
Meus amigos repartiram em quatro pedaços o coração...
ROGÉRIO
Não pode metadinha?
JORGE
Cê tá doido mesmo?

No canto da tela, prédio de doze andares, visto de baixo para cima. Dois trabalhadores de posto de gasolina conversam. Um deles, Rogério (36), está esquivado, olhando para o prédio alto, preto brilhante, atrás do posto de gasolina. O outro, Jorge (40), come um pedaço de sanduíche gorduroso.

ROGÉRIO
Eles devem usar droga de verdade em filme de drogado, né? Laboratório...
JORGE
Não gosto de filme de drogados.
ROGÉRIO
Por quê?
JORGE
Sempre julgam no final. Ou você é um drogado alegre e maluco ou você é um drogado fudido e filho da puta. Nunca um drogado normal.
ROGÉRIO
O mundo gosta de esteriótipos, Jorge. Você vai fazer hora extra ?
JORGE
(sorri)
Depois que largar e lavar o chão do banheiro.
ROGÉRIO
(pega um copo de plástico cheio de um refrigerante laranja berrante)
Bem vindo.
JORGE
Me ajuda com o banheiro?
ROGÉRIO
(bebe o líquido berrante)
Ok! Mas... será que mofo é tipo cogumelo?



Link esse texto // 2 Comentários





Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010
Junho 2010
Julho 2010
Agosto 2010
Setembro 2010
Outubro 2010
Current Posts


Supercaliflagili...
Stuff no one told me
Post Secret
Mesa de Bar
Sentido Absurdo
O Diário Aberto de R.
Pigs in Maputo
Ventos Verdes
Sabedoria de Improviso
Páprica Doce
Escuridão